terça-feira, 24 de novembro de 2020

Já está a decorrer...todos os participantes recebem Diploma de Participação...e (quem sabe?) algo mais?

 

     Já está a decorrer o Concurso Uma Aventura… Literária 2021.

     A editorial Caminho informa que já está a decorrer o Concurso Uma Aventura… Literária 2021 e que, tal como habitualmente, o concurso se destina a alunos do pré-escolar, 1.º ciclo, 2.º ciclo, 3.º ciclo e secundário Este ano, o prazo de envio dos trabalhos termina a 17 de fevereiro 2021 (data dos CTT).

    Nesta edição, o concurso Uma Aventura tem 5 modalidades: Texto Original, Crítica, Desenho, Olimpíadas da História e Recomendação de Leitura (nova modalidade) e os trabalhos podem ser enviados de forma rápida e segura através do site Uma Aventura http://uma-aventura.pt/ ou pelo correio.

    Se optar pelo envio através do site Uma Aventura a inscrição e envio dos trabalhos devem ser feitos em simultâneo. Para tal, basta preencher o formulário e adicionar o/os trabalhos a concurso (ficheiros word ou imagem .docx, .doc, .png ou .jpg). A cada trabalho terá que corresponder um registo de inscrição.

     Os trabalhos podem ainda ser enviados através do correio (com as fichas de participação devidamente preenchidas), nos moldes habituais, para a seguinte morada:

Concurso Uma Aventura… Literária 2021 - Editorial Caminho

Rua Cidade de Córdova nº 2 - 2610 - 038 Alfragide

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

Kahoot - Dia Nacional do Mar - Participantes com as melhores pontuações!

 

Dia Nacional do Mar

 

Foi grande a adesão ao kahoot lançado neste dia!

Depois de duas edições, e eliminando as repetições, os jogadores que obtiveram as melhores pontuações foram:


                                                               Gonçalo Macedo, 7ºC

Leandro Teixeira, 7ºE

Beatriz Carneiro, 7ºE

 

Parabéns para eles e para todos os outros jogadores!!

 

quinta-feira, 19 de novembro de 2020

ENTREGA DAS BANDEIRAS VERDES

 


        No passado dia 13 de novembro, decorreu, online, a cerimónia de atribuição das bandeiras Verdes relativas ao trabalho das Eco-Escolas no ano de 2019-2020.
       Mais uma vez a nossa escola foi uma das galardoadas, pelo que estamos todos de parabéns!!!
      A Professora Bibliotecária felicita, com particular ênfase e reconhecimento, quem dinamiza e põe em movimento esta iniciativa, ou seja, quem se entrega de "alma e coração" ao Projeto Eco-Escolas, promotor de um inquestionável desenvolvimento dos nossos alunos como pessoas preparadas para uma atualizar, ao longo da vida, os procedimentos eco amigáveis agora interiorizados, incrementando competências nas áreas do Saber, do Saber Fazer, do Saber Ser e do Saber Conviver... 



quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Professora Sónia Moreira: a melhor professora...no melhor Agrupamento!

        É com muita Alegria, Orgulho e Carinho que felicitamos a Professora Sónia Moreira pela sua merecidíssima vilória do GLOBAL TEACHER PRIZE PORTUGAL! 

        Este prémio representa o reconhecimento do mérito de quem se dedica, de alma e coração, à árdua a apaixonante tarefa de orientar os alunos na sua aprendizagem, sempre de forma colaborativa, tal como se preconiza no projeto que iniciou, em 2016, designado por COOPERA.

     Saliente-se que a professora Sónia é muito mais que o COOPERA, é muito mais que o Prémio prestigiante que venceu, é muito mais que uma visionária em metodologias motivadoras e inovadoras. É uma pessoa de excelência, uma colega dedicada, uma professora excecional, uma força da natureza, uma inspiração para todos nós! E, como nos faltam as palavras prosaicas para caracterizar alguém tão especial, deixamos aqui um pequeno texto, em suave tom poético, que (assim o esperamos) condensa o que sentimos e expressa a nossa sentida gratidão:

                                        À Professora Sónia Moreira 💓

Há quem se torne tão especial nas nossas vidas,
que nem a distância, nem a poeira do tempo  será alguma vez capaz de a afastar dos nossos corações...
É alguém cuja luz
cativa o nosso afeto e fica, para sempre, em nós...
É quem se faz presente sempre,
Que sabe que a sua dedicação vai muito além de qualquer barreira ou torcer de nariz...

Alguém que sabe aceitar os falhas sem criticar, que vê desafios onde outros veem erros!

É alguém que faz os dias valerem a pena!
Que nos fermenta sorrisos que levedam a interajuda e que faz ecoar gargalhadas de alegria e de partilha.


É alguém que queremos ter ao lado
Alguém que sabe AMAR, ENSINAR, AJUDAR... incondicionalmente!!!

                                                                               A Professora Bibliotecária,                                                                                                                Sílvia Pinto


        

  
 

terça-feira, 17 de novembro de 2020

Nova Edição Kahoot Challenge

 

    Olá Amigos!

    Antes de mais, muitas felicitações pela colaboração de todos quantos já participaram na comemoração do Dia do Mar.
    A adesão foi tão forte, que atingimos rapidamente o limite de jogadores no kahoot challenge que estava previsto decorrer até 6ªfeira...para quem não conseguiu jogar, foi lançada uma nova edição deste kahoot que estará aberta até às 19h00 de hoje (ou até atingir novamente o limite de jogadores), antecipando-se assim o final do challenge anunciado até ao final da semana.
Podem aceder a esta nova edição a partir do link:


sexta-feira, 13 de novembro de 2020

Educar para os Valores: a Lealdade!

 

    A lealdade consiste numa atitude que pode ser aplicada em vários contextos...

    Nos relacionamentos amorosos, no ato de sermos fiéis aos nosso amigos, na confiança entre familiares, no espírito de equipa nos elementos de um mesmo grupo...

     O mais importante é que, se formos leais a perante os outros, eles, provavelmente, serão também leais perante nós: "Não faças aos outros o que não queres que te façam a ti."

     Lembra-te de ser sempre leal, fiel, inspirar confiança, saber partilhar, ajudar, ensinar e aconselhar.

     Ser leal é o passo mais importante para teres confiança em ti próprio!

                                                                                                                          Beatriz Alves, nº5, 6ºB

quarta-feira, 11 de novembro de 2020

Dia Nacional do Mar e Exposição de Monstros Marinhos

 

Dia Nacional do Mar

16 de novembro de 2020

 


       No dia 16 de novembro celebra-se o Dia Nacional do Mar. Esta celebração teve origem na "Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar", que entrou em vigor a 16 de novembro de 1994. Portugal ratificou o documento em 1997 assumindo responsabilidades numa das áreas marítimas mais extensas da Europa, e a maior da União Europeia, com uma dimensão 18 vezes superior ao território nacional. Em 1998, o dia 16 de novembro foi institucionalizado pela Resolução de Conselho de Ministros n.º 83/1998, de 10 de julho, como o Dia Nacional do Mar.

    Portugal é um país fortemente ligado ao mar, setor vital para a economia e para o desenvolvimento nacional, ficando marcado para a posterioridade como o país dos Descobrimentos marítimos. Neste dia relembra-se essa importância, ao mesmo tempo que se alerta para o flagelo da poluição marinha.

Divulgamos aqui duas iniciativas relacionadas com o mar:

Fábrica Ciência Viva de Aveiro:                  (https://www.ua.pt/pt/fabrica/dia-do-mar)

     “No próximo fim de semana, 14 e 15 de novembro, a Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro assinala o Dia Nacional do Mar com um programa de atividades temáticas destinadas a famílias. "Fazer experiências com algas e sal para comprovar que tantas vezes o mar nos faz companhia à mesa, e descobrir a Vida existente numa pequena gota de água do oceano são as propostas". As atividades decorrem às 10h00 e repetem às 11h30, e são gratuitas.

     "Considerando que 97% de Portugal é Mar e que o nosso país tem responsabilidades sobre uma das áreas marítimas mais extensas da Europa, é indiscutível que o mar assume desde sempre uma importância estratégica para Portugal".

      Para celebrar a data, a Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro preparou um programa de atividades temáticas a acontecerem no fim de semana de 14 e 15 de novembro. "As famílias são convidadas a vestir o avental na 'Cozinha é um laboratório' para fazer experiências divertidas e saborosas com algas e com sal, e ainda a surpreenderem-se no Laboratório com a Vida numa gota de água do oceano. As mesmas atividades voltam a acontecer às 11h30 e têm duração de 60 minutos cada".

      A participação nas atividades é gratuita e requer inscrição prévia através do telefone 234 427 053.


Reitoria da Universidade do Porto:                          (https://sigarra.up.pt/reitoria/pt/noticias_geral.ver_noticia?P_NR=15463)

Monstros Marinhos | Exposição



23 SET a 31 DEZ' 20

REITORIA DA U.PORTO (PÓRTICO DE ENTRADA E PÁTIO NORTE)
ENTRADA LIVRE
Horário: segunda-feira a sábado das 10h00 às 18h00

     A  exposição Monstros Marinhos, com curadoria de José Teixeira, é organizada no âmbito das comemorações dos 20 anos do CIIMAR e da campanha Ocean Action, e é composta por numerosas esculturas construídas pelo artista Ricardo Nicolau de Almeida com plásticos apanhados nas praias do grande Porto.


     A exposição recorre a estes materiais para recriar um fundo do mar composto por grandes criaturas imaginárias, coloridos monstros marinhos que invadem o nosso Oceano, construir um conjunto de figuras e máscaras humanas que compõe a “sala dos idiotas”, e compilar um sem número de pequenas instalações e peças de cariz quase museológico, que utilizam a história individual e a natureza de colecionismo de cada uma das peças de plástico, jogos de cor e de forma, a repetição e quantidade esmagadora de diferentes objetos de uso diário, para alertar para um problema de dimensões alarmantes.
      

      A exposição retrata um admirável novo normal, em que o plástico passou a fazer parte integrante dos ecossistemas aquáticos. O exercício de recolha e análise, transforma-se num processo criativo de autoconhecimento e autocrítica. Estes monstros marinhos pretendem atuar ao nível das sensações e emoções dos visitantes, e incentivar assim a reflexão crítica sobre o nosso contributo para problema do lixo marinho e a necessidade da adoção de comportamentos ambientalmente responsáveis.”

Vamos testar os teus conhecimentos sobre o Mar?

Joga o kahoot https://kahoot.it/challenge/0676420?challenge-id=347da071-0b98-4b1e-9d60-683e0c42a56d_1605169662157 e vê que resultado obténs!!

ATENÇÃO: Este kahoot vai estar disponível até às 19h00 do dia 20 de novembro. Não te esqueças de escrever a tua identificação correta ao jogar, para no fim podermos divulgar os vencedores!

 


 

terça-feira, 10 de novembro de 2020

Vamos estimular a criatividade?

 


7 exercícios para estimular a criatividade

exercicios para estimular a criatividade

1. Inversão de termos

Experimente pensar numa rotina e inverter tudo. Por exemplo:

Ao acordar, tomei leite e lavei a caneca. Depois, peguei na mochila e fui para a escola.

Agora, pense em tudo ao contrário:

Ao acordar tomei a caneca e lavei o leite. Depois, peguei na escola e fui para a mochila.

Esse exercício ajuda a criar situações engraçadas e estimular o cérebro a sair da sua "zona de conforto".

2. Explorar áreas diferentes

Tente ler revistas, blogs e reportagens de áreas totalmente diferentes da sua!

Ou seja, quanto mais combinações de conhecimentos diferentes você tiver, mais criativo ficará.

3. Manter um diário (sim, pode ser digital...)

Manter um diário significa registar por escrito os acontecimentos do seu dia.

Ao escrever, sintetiza as ideias. Dessa forma, organiza os pensamentos e ideias que teve ao longo do dia.

Depois, quando precisar de inspiração, basta recorrer a esse material e conseguir inspiração!

4. Conexões inusitadas

Um ótimo exercício para estimular a criatividade é unir objetos aparentemente sem ligação alguma.

Você pode separar imagens ou objetos totalmente diferentes e juntálos numa caixa.

Depois, pegue dois aleatoriamente e a partir deles brinque de “cientista maluco” para ver o que poderia surgir dessa conexão inusitada.

Por exemplo: guarda-chuva e sapato = uma proteção de chuva para calçado...

Dessa brincadeira podem sair ideias bem estranhas, mas a intenção é praticar a criatividade de várias formas, as tais novas conexões cerebrais.

5. Tempestade cerebral

Essa técnica ajuda a reunir todos os pensamentos iniciais sobre um tema que se queira abordar, acelerando a criatividade.

Pode ser um projeto para a wescola, um artigo, um conto, uma opinião, entre tantas opções.

A sugestão é que escreva tudo que sabe sobre algum tema sem reler de imediato.

Essa é uma forma incrível para acabar com o bloqueio criativo!

Ao acabar o plano de texto, releia o que escreveu e selecione o que pode ser útil. Com isso, já saiu da página em branco.

6. S.C.A.M.P.E.R.

SCAMPER

Esse exercício para estimular a criatividade é um grande aliado para melhorar e expandir ideias.

Ele ajuda a visualizar diversos ângulos de um tema inicial e trabalhar para que ele possa ser entendido de uma forma completamente diferente e inovadora.

As letras explicam a técnica. Elas são:

  • Substituir: O que aconteceria se trocasse o item X pelo item Y?
  • Combinar: O que surgiria se unisse o projeto X ao projeto Y?
  • Adaptar: O que posso fazer para adaptar esse projeto a outros contextos?
  • Modificar: O que posso modificar para que esse projeto tenha mais valor?
  • Procurar usos diferentes: Quais utilidades novas posso dar a esse projeto?
  • Eliminar: O que posso retirar do projeto para que ele fique mais simples?
  • Reorganizar: Como posso reorganizar esse projeto para ser mais eficiente?

Com esse recurso é possível rever vários pontos de um trabalho inicial e aperfeiçoar essa ideia.

Quando realizado em grupo, é ainda mais efetivo.

7. Sonhador, Realista e Crítico

Essa é uma técnica de Programação Neurolinguística (PNL) utilizada por Walt Disney, um dos mestres da fantasia.

Esse é um ótimo exercício para estimular a criatividade, pois aborda visões de 3 partes diferentes de cada pessoa.

O processo consiste em submeter um tema inicial, incorporando personalidades de  pessoas com formas de ver distintas: o Sonhador, o Realista e o Crítico.

  • Sonhador: dê asas a sua imaginação e crie o projeto mais ousado que puder. Não limite sua inventividade nesse momento.
  • Realista: analise o que é possível e realizável no plano. Veja quais ações devem ser tomadas para chegar ao resultado desejado.
  • Crítico: com o plano feito, crie todas as objeções que imaginar para o projeto. Pense em tudo que pode dar errado e desconstrua o plano.

Ao desenvolver ideias já pensando de uma forma diferente do que faria, diminuiu as suas inibições e autocríticas, pois é uma “personagem” que está a ser sonhadora, realista ou crítica.

Assim, as mais variadas ideias surgem e depois, ao  reunir o melhor de cada uma,  terá um projeto bem mais organizado, criativo e com boa parte das  possíveis falhas já resolvidas.


 Albert Einstein:

“O segredo da criatividade está em dormir bem e abrir a mente para as possibilidades infinitas. O que é um homem sem sonhos?”



segunda-feira, 9 de novembro de 2020

A Lenda de S.Martinho - Concurso









     
     A Lenda de S.Martinho é bem conhecida, mas nunca é de mais divulgá-la, pelo que te deixamos aqui a verão em narratova animada e uma sugestão: escolhe um segmento da lenda e faz uma banda desenhada. Entrega o teu trabalho na BE. Haverá prémios para os três melhores trabalhos! Caso tenhas dificuldades em visionar o vídeo, deixamos-te aqui o link :
 
 https://www.youtube.com/watch?v=54eABmBSyns

  Bom trabalho, com muita inspiração!

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Dia Mundial do Cinema

       

     O cinema não é só entretenimento. É um excelente recurso de aprendizagem, mesmo informal, trasnmitindo valores e saberes, desde as melhores opções a tomar nos desafios da vida, a múltiplos conhecimentos (que, por serem transmitidos de forma imagética, visual, ficam mais sedimentados na memória) respeitantes às mais diversass áreaa do saber: História, Biografias, Geografia, Inglès (fica uma sugestão: experimenta ver filmes sem legendas e vè se entendes o que é dito pelo contexto, com a ajuda da imagem), Educação Cívica, Português, Ciências,...

        Porém, há filmes muito recomendáveis e outros que...enfim, se nem existissem, não se perdia nada!

         Hoje, Dia Mundial do Cinema, deixmos-te aqui algumas sugestões de filmes que podes encontrar e requisitar na Biblioteca Escolar e que vão marcar a diferença, de certeza!

Filmes recomendados para o 2ºCiclo:

    - Biografias: Ganghi; Amadeus; Coco Chanel, Invictus;

    - Filmes diversos: ET - o Extraterrestre; Uma Mente Brilhante; Odisseia; Robinson Crusoé; A Menina do Mar; Pedro e o Lobo; A Volta ao Mundo em Oitenta Dias; O Príncipe do Egito; Letra a Letra; Melodia do Adeus; Um Conto de Natal; O Novo Mundo; Romeu e Julieta; O Vulcão; Que Mal Fiz Eu a Deus?; Um Treinador Genial; Música no Coração; Favores em Cadeia; A gaiola Dourada; O Principezinho; Amigos Improváveis.

    Filmes recomendados para o 3ºCiclo:

    - Biografias: Inês de Portugal; Joana d'Arc; A Rainha; Elisabeth; Maria Antoinette; Um Camões Diferente; Ganghi; Amadeus; Coco Chanel, 

Invictus;

   - Filmes diversos: A Lista de Schindler; A Vida É Bela; O Diário de Anne Frank, O Rapaz do Pijama às Riscas (temática do Holocausto); O Clube dos Poetas Mortos; O Dia Depois de Amanhã; Jaime; Capitães de Abril; Ben Hur; D.Quixote; O Médico e o Monstro; Singularidades de uma Rapariga Loira; Flor do Deserto; Melodia do Adeus; 13 Rosas; Troia; 


    Pompeia; 10000AC; Duas Irmãs, um Rei; Braveheart; Juno; Precious; 

    A Gaiola Dourada.

    Os filmes propostos abordam temáticas tão distintas que vão desde a gravidez na adolescência até ao modo de vida em diversas eras da humanidade, do multiculturalismo ao bullying; dos problemas ambientais à Revoluçáo dos Cravos.

        De certeza que, pelo menos um destes temas "te toca" de alguma forma. E, caso tal não aconteça, pensa num tema do teu agrado e dirige-te à biblioteca: basta perguntar se há algum filme sobre esse mesmo tema. Irás ter, por certo,uma boa surpresa. Esperamos por ti! Celebra o cinema connosco! #ficaemcasa (sempre que possível)...

domingo, 1 de novembro de 2020

"Contos de Fazer Tremer"

 


Mais um texto premiado...

Caveira Possuída

É Halloween, de noite, e há seis meninos a verem um filme de terror, mas só um o viu até ao final; os outros só aguentaram dez, onze, doze, treze, … vinte e um minutos.

O Michael disse:

- Que filme fraco!

- Fraco?! Foi assustador! Estive a tremer do princípio ao fim… – exclamou a Marta.

- Concordo com a Marta - comentou o João – houve uns momentos de suster a respiração!

- Tu ainda és mais fraco do que ela! - retorquiu o Michael.

- Não te assustou nem um pouco? - perguntou-lhe o Gonçalo.

-  Não, eu aguento! – respondeu - Eu não tenho medo de nada! – proferiu, com alguma arrogância, o Michael.

- Ai não? Vou assustar-te!... – garantiu o Gonçalo – Quem está comigo?

- Eu ajudo! - ofereceu-se o Gabriel.

- Mais alguém? – perguntou o Gonçalo.

- Eu não quero, vou ficar no quarto. – disse a Andreia, que não gostava de confusões.

- Vamos lá fora procurar algo. – sugeriu o Gabriel

- Podem procurar, mas não me vão assustar! Eu vou ver mais uns vídeos de Halloween. – disse, em tom sarcástico, o Michael…

O Gonçalo e o Gabriel foram lá fora.  O Gabriel encontrou um fato de um palhaço (provavelmente de algum miúdo que se arrependera de ter escolhido aquele fato para a noite das bruxas).

- Boa, Gabriel! Eu encontrei uma motosserra a fingir, daquelas de plástico, mas dá som. Veste o fato, e vem cá buscar a motosserra.

- OK!

Enquanto o Michael, o João e a Marta estavam a ver vídeos, o João foi a casa de banho. O Michael disse:

- Fecha a porta! Lembra-te que “a porta fecha”. Então, o Joáo bateu com a porta violentamente, E a Andreia gritou:

- Fechas com força, porque a casa não é tua!

Nesse preciso instante, alguém bate à porta. Era uma forma de bater agressiva, rápida, persistente.

A Andreia levanta-se e foi abrir e apareceu o Gabriel vestido de palhaço com uma motosserra. Começam todos a gritar! No entanto, o Michael mantém-se calmo.

- Não te assustaste, Michael? - perguntou o Gonçalo, que chegou, entretanto.

-Não!!

O João voltou e a Andreia disse:

- Fecha a porta devagar, por favor. És sempre o mesmo!

- Eu não a fechei! – exclamou o João.

- Fui eu, com um fio. – disse o Gonçalo, a rir.

- Muito engraçadinho! Vamos mas é lá fora procurar algo. - exclamou o Gabriel.

Já no exterior, o Gabriel viu algo branco que se destacava na terra escura e húmida. Era algo aparentemente esférico, mas quando o Gabriel desenterrou esse objeto, encontrou uma caveira. Supôs que era um adereço perdido de Halloween.

-Boa! Traz isso para a cozinha, que eles continuam no quarto. Depois eu penso no que fazemos. - afirmou o Gonçalo.

- Deixa a caveira e vamos lá para cima.

- Eu já subo.

- OK.

- Vão todos morrer!!! – proferiu, num sussurro assustador, o Gabriel, que foi ao faqueiro da cozinha tirar a maior faca e estava muito pálido, com os olhos totalmente vermelhos e um ar feroz.

- Gabriel, se achas que a maquilhagem da Marta, as lentes de contacto da Andreia e uma faca falsa que me assustam… estás enganado. Inesperadamente, o Gabriel atira a faca com toda a força (uma força impossível para a sua tão jovem idade) contra o Michael, acerta-lhe no pescoço e, em agonia, o Michael cai sobre os joelhos, tomba para o lado e morre. Automaticamente, começaram todos a gritar!

O João foi ter com o Gabriel e perguntou:

- Por que o mataste? - o Gabriel, sem dizer nada, pegou no João como se ele não tivesse peso e atirou-o violentamente contra a porta, que partiu, ficando o João muito ferido.

O Gonçalo sugeriu que deviam fugir todos pela janela.

Enquanto eles se preparavam para fugir, a Marta perguntou:

- O que se passa?

- Depois explicamos, Marta, vens comigo por aqui e a Andreia vai por ali, porque conhece a casa.

- Por que razão não vamos todos juntos? - pergunta a Andreia.

- Porque assim ele não sabe a quem perseguir.

- Ok, vamos - disseram a Andreia e a Marta em coro. O João permancia inconsciente, junto à porta partida.

Eles começaram a correr, cada um para o caminho que foi indicado.

O Gabriel, que ficou na casa, tirou impiedosamente a faca do pescoço do Michael e, disferindo golpes sucessivos, matou o João.

A Marta perguntou a correr:

- O que se passa?!

- Eu não sei, mas foi depois de tocar na caveira! – respondeu o Gonçalo.

- Será que foi a história da caveira amaldiçoada, que a Andreia nos contou e à qual nós não prestamos atenção? Lembraste?

- Sim! A caveira que traz com ela um espírito demoníaco! – respondeu a Marta

- Derrotamos a caveira colocando-a no sítio de onde a tiramos, não é? - perguntou a Marta.

- Acho que sim, mas não prestei atenção.

- De onde é que tiraram? - perguntou a Marta.

- Perto da vedação, num buraco, que ainda não tapamos! – exclamou o Gonçalo.

- Onde está a caveira? - perguntou a Marta

- Na mesa da cozinha.

- Ó meu Deus! - disse a Marta

- Temos de voltar - exclamou o Gonçalo.

Enquanto eles voltavam, a Andreia pensou que era a caveira a andar pela casa. Então, voltou e ouviu barulhos. Ficou assustada e, do nada, o Gabriel, salta do telhado e grita “boo”. A Andreia grita, horrorizada:

- Ohhhh!....

- Diz adeus. - disse o Gabriel – e matou-a, torcendo-lhe o pescoço, como se a Andreia fosse um frágil passarinho.

Entretanto, chegaram o Gonçalo e a Marta.

A Marta disse:

- Vai distraí-lo.

- Por que não vais tu?

- Porque eu vou pôr a caveira no lugar.

- OK, vai depressa.

- Olá, Gabriel, tu não me apanhas… - desafiu o Gonçalo, mas a tremer por dentro.

- Queres ver?

- Quero!

Começaram a correr um atrás do outro. A Marta correu para a cozinha, sem ninguém a ouvir e ver. Pegou na caveira e levou-a até ao lugar de onde tinha sido tirada, para a enterrar. Apesar disso, viu que o Gabriel continuava possuído.

Segurando a caveira, ela também ficou subitamente possuída e correu atrás do Gonçalo. O Gabriel e a Marta, com um ar satânico, cercam-no. Ele perguntou o motivo de estarem a fazer aquilo e se estavam possuídos.

- Eu estou. – respondeu, com um sorriso maléfico e numa voz que não era a dela, a Marta.

- E eu, porque quero viver e quero vingança! Ah, e o meu nome é Adam! – “rugiu” o Adam, um assassino que havia morrido, há muito tempo, num incêndio de um celeiro, nas labaredas ateadas pela população que andara a aterrorizar, com assassinatos horrendos, durante anos e cujo espírito estava agora no corpo do Gabriel. Aproximou-se em passos rápidos e terríveis e estrangulou o Gonçalo.

Usando os corpos de Marta e do Gabriel, o espírito maligno de Adam, repleto de sede de vingança, deambula pelo Mundo a enganar as pessoas e acabar, de forma atroz, com a sua vida…

Ainda anda por aí! Tem cuidado quando olhares pata trás…

                                                                                              Gonçalo Santos, nº14, 6ºB


sábado, 31 de outubro de 2020

Contos de Fazer Tremer

 Mais um conto premiado (no âmbito do 2ºCiclo) em cm contexto da iniciativa "Contos de Fazer Tremer".

Eis o conto: Lê, "treme" e interioriza uma orientação de vida (que o texto partilha contigo):

O Fantasma Ganancioso

Jéssica era uma menina que acreditava na existência de fantasmas e ao aproximar-se o Dia das Bruxas ou Halloween, só queria sair à procura de guloseimas, na esperança de um fantasma assustador para apanhar um bom "susto". Escusado será dizer que ela adorava histórias de terror.

Na noite de 31 de outubro, mascarou-se de bruxa e com os seus amigos foi procurar doces e um pouco de aventura. Quando voltou para casa depois do jantar e já sem o disfarce, encontrou um bom local para guardar todos as guloseimas que tinha ganho, escondendo-as bem, pois não queria partilhá-las com ninguém. Pouco depois adormeceu. À meia-noite, um barulho acordou-a, e de imediato pôs a cabeça de fora dos lençóis. Que susto! Aos pés da cama estava nada mais nada menos do que um... fantasma!

Todo de branco, deslizava, flutuando. Jéssica observou-o atentamente e quase sem respirar. De repente, o fantasma desapareceu. De manhã contou à sua família o que tinha acontecido durante a noite. A sua mãe tentava em vão convencê-la que tudo não passara de um sonho mas Jéssica insistiu que os pais a acompanhassem até ao quarto. Aí, Jéssica indicou o local do aparecimento do fantasma e... surpresa!

O esconderijo das guloseimas tinha sido assaltado! Não havia sinal dos caramelos, dos chocolates, das gomas ,nem dos chupas, conseguidas com tanto esforço no dia anterior. Teria sido o fantasma? Os fantasmas comem doces? Hoje, 23 anos depois, Jéssica ainda não tem respostas e os cientistas também não sabem em que consiste a dieta de um fantasma. O que Jéssica sabe é que se tivesse partilhado os seus doces naquele dia com os pais e irmãs não teria ficado sem eles. Por isso, neste Halloween, partilha os teus doces com quem puderes. Não esperes que seja um fantasma a comê-los!

Beatriz Alves, 6ºB




sexta-feira, 30 de outubro de 2020

"Contos de Fazer Tremer" - Vencedores 2ºCiclo

 

    

     Já foram apurados os contos vencedores, no 2ºCiclo, do Concurso "Contos de Fazer Tremer". Hoje, amanhã e depois de amanhã serão, um a um, colocados aqui no Blogue para umas leituras arrepiantes...

     Aproveitamos para felicitar todos os concorrentes!

     Eis o primeiro conto (apresentado, de entre os vencedores, por ordem arbitrária):

O Fantasma da Cidade de Kaifeng

             Uma família pequena mudou-se para a cidade de Kaifeng na China, onde a principal fonte de rendimento da população era a criação de animais e a agricultura. Yang e sua esposa, que acabaram de chegar à cidade, tinham pouco dinheiro e decidiram criar galinhas.

Yang rapidamente fez algumas amizades na cidade e, quanto mais ele conhecia novas pessoas, mais os seus negócios aumentavam. Porém, pouco tempo depois, numa conversa com um amigo chamado Poul, Yang descobriu uma coisa muito estranha: Poul contou-lhe que os animais de alguns moradores estavam a desaparecer ou a morrer. Os bichinhos simplesmente amanheciam mortos, como se tivessem sido despedaçados por algum animal selvagem – e isso acontecia todos os dias!

Na noite de Halloween, Yang estava na sua casa e ouviu um barulho muito estranho. Os sons vinham do galinheiro, mas como o quintal estava totalmente escuro, ele ficou com medo e decidiu não sair para ver o que era. Quando o dia amanheceu, ele encontrou quatro das suas galinhas quase totalmente devoradas. Outros moradores também perceberam que tinham  perdido muitos  animais...

Uma vizinha foi ao encontro dele e disse que apanhou um susto quando se apercebeu que, naquela noite, notou um vulto que estava no corredor da sua casa. Enfatizou ter escutado sons de pegadas, mas como estava sozinha, escondeu-se no seu quarto até que o dia amanhecesse. Sabendo disso, Yang e seus vizinhos resolveram comprar armas e providenciaram cães para proteger as suas casas.

Alguns dias depois, todos eles acharam muito relevante e urgente saber o que estava, afinal, a acontecer. Ele convidou os seus vizinhos para um jantar na sua casa. Enquanto eles estavam na conversa na cozinha, escutaram o cão de Yang latindo desesperadamente. Da janela, eles olharam para a rua, mas não conseguiam ver nada, até que ouviram o cão uivar de dor, uma dor horrível, excruciante!... Com isso, Yang pegou a sua arma, uma lanterna e foi até o local verificar o que estava a acontecer, juntamente com alguns vizinhos, que o acompanharam.

Yang estava a dirigir-se até o galinheiro, encontrou o seu cão morto, totalmente destroçado e com um grande buraco no pescoço, como se fosse a marca de uma mordida selvática. Olhando adiante, ele e os vizinhos depararam-se com o vulto do que parecia ser um homem muito magro, com as vestimentas totalmente sujas de sangue e o rosto terrivelmente deformado. Ao presenciar essa cena assustadora e esse ser monstruoso, Yang atirou nele, mas nada adiantou. O homem, sujo de sangue, gritou e correu, trespassando várias cercas sem sofrer nenhum tipo de dano. Todos ali ficaram perplexos!

      Diversos moradores deixaram o local após algumas pessoas serem atacadas. A descrição do agressor que foi dada à polícia era a mesma que Yang e os seus vizinhos tinham visto naquela noite. O rosto daquela “entidade” foi detalhado e identificado como sendo o de um antigo morador da cidade, que foi acusado de roubo, preso injustamente devido à condenação dos jurados (os habitantes da aldeia que viram agora os seus animais mortos), torturado e executado cruelmente na prisão…

Lara Martins 6ºB nº18